Home / Últimas Notícias / Outubro confirma fraco desempenho de vendas de imóveis em 2015

Outubro confirma fraco desempenho de vendas de imóveis em 2015

Manos entregando una casa

No acumulado do ano, a comercialização de unidades apresenta ligeira queda em relação a 2014, ano em que o mercado já vinha se ajustando

Por Redação Sonho do Primeiro Imóvel

A Pesquisa do Mercado Imobiliário realizada pelo Secovi-SP identificou, em outubro, a venda de 1.112 unidades residenciais novas na cidade de São Paulo, com variação de -20% em relação aos 1.392 imóveis comercializados em setembro. Comparado ao mês de outubro do ano passado, quando foram vendidas 963 unidades, houve aumento de 15,5%. Cabe ressaltar que 2014 já apresentava uma base de comparação abaixo do normal, já que as eleições de outubro acabaram afetando o desempenho do mercado.

No acumulado do ano (janeiro a outubro de 2015), foram comercializadas 14.810 unidades residenciais novas, resultado 3,4% inferior ao mesmo período de 2014, quando as vendas totalizaram 15.337 unidades.

Imóveis de 2 dormitórios continuaram liderando as vendas, com 49,9% (555 unidades) do total comercializado em outubro, seguidos por imóveis de 3 dormitórios, com 28,3% (315 unidades), de 1 dormitório, com 20,1% (224 unidades), e de 4 ou mais dormitórios, com 1,6% (18 unidades).

O destaque do mês ficou por conta dos imóveis de 3 dormitórios, que ocuparam o segundo lugar em vendas. Nos dez meses do ano, esta posição foi ocupada três vezes pelo segmento. Nos outros sete meses, os imóveis de 1 dormitório mantiveram esta posição.

O VGV (Valor Global de Vendas) atingiu R$ 617,1 milhões, volume 27,1% inferior ao de setembro, quando foram comercializados R$ 846,5 milhões, e 8,0% superior ao mês de outubro de 2014 (R$ 571,6 milhões) – ambos os valores atualizados pelo INCC-DI de outubro de 2015.

O indicador VSO (Vendas sobre Oferta), que apura a porcentagem de vendas em relação ao total de unidades ofertadas, foi de 4% em outubro, inferior ao do mês anterior (5,0%) – que ficou abaixo da média de 5,1% apurada no ano. O melhor desempenho de vendas continua sendo dos imóveis de 2 dormitórios, com um VSO de 5,5%, seguido pelos imóveis de 3 dormitórios (4,5%), de 1 dormitório (2,6%) e de 4 dormitórios (0,9%).

O VSO de 12 meses registrou queda, passando de 41,7% em setembro, para 41% em outubro. Comparado ao mesmo mês do ano passado, quando o indicador apontava 44,8%, a retração é um pouco maior.

Lançamentos – De acordo com dados da Embraesp (Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio), em outubro foram lançadas 1.769 unidades residenciais na cidade de São Paulo, volume 67,4% superior ao mês de setembro (1.057 unidades lançadas). Em relação ao mesmo mês de 2014, houve queda de 29,6%. No acumulado do ano, a redução de lançamentos alcança 31,3%, confirmando que o mercado vem se ajustando.

Com 1.054 unidades, imóveis de 2 dormitórios participaram com 59,6% do total de lançamentos, seguidos pelos segmentos de 1 dormitório, com 23,9% (422 unidades), e de 3 dormitórios, com 16,6% (293 unidades). No período, não houve lançamento de 4 ou mais dormitórios.

Oferta – A cidade de São Paulo encerrou o mês de outubro com 26.396 unidades disponíveis para venda, volume próximo da média anual da oferta, em torno de 27 mil unidades.

Em termos de tipologia, os imóveis que possuem a maior quantidade unidades ofertadas não vendidas são os de 2 dormitórios, com 9.501 unidades. Os imóveis de 1 dormitório contavam com 8.273 unidades ofertadas, os de 3 dormitórios registraram 6.679 unidades e os de 4 ou mais dormitórios, 1.943 unidades.

A oferta disponível é composta por imóveis na planta, em construção e prontos, lançados nos últimos 36 meses (de novembro/2012 a outubro/2015).

Região Metropolitana de São Paulo – Sem a Capital, as demais cidades da Região Metropolitana de São Paulo totalizaram 668 unidades vendidas em outubro, com redução de 50,3% em relação às 1.343 unidades comercializadas em setembro, e queda de 73,7% diante de igual mês do ano passado, quando foram negociadas 2.536 unidades.

No acumulado do ano, foram vendidas 9.963 unidades na região, quantidade 30,7% inferior a 2014, com 14.383 unidades comercializadas nos dez primeiros meses.

Segundo a Embraesp, as demais cidades da RMSP registraram o lançamento de 418 unidades, redução de 75,5% em relação a setembro (1.708 unidades) e de -83,1% em relação a outubro de 2014 (2.472 unidades).

Análise –  A queda nas vendas no ano reflete o ambiente desafiador que o País atravessa, em razão das crises política, econômica e institucional.

No terceiro trimestre deste ano, o PIB com ajuste sazonal encolheu 1,7% em relação ao segundo trimestre e 4,4% em relação ao mesmo trimestre do ano passado. Neste ano, aproximadamente 800 mil trabalhadores com carteira assinada perderam o emprego, segundo os dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados). Um dos setores mais atingidos é a construção civil, que já demitiu mais de 255 mil trabalhadores em 2015 e que, no acumulado de 12 meses (novembro/14 a outubro/15), fechou mais de 442 mil vagas.

A inflação insiste em se aproximar dos dois dígitos e pouco vem sendo feito para melhorar a situação. A esperança de que o ambiente no país pudesse melhorar no ano que vem está sendo adiada para 2017. Mas, se não houver reação por parte do governo, dos empresários e dos consumidores, este círculo vicioso de negativismo dificilmente será quebrado.

A essa conjunção de fatores negativos soma-se, para a cidade de São Paulo, a implantação do PDE (Plano Diretor Estratégico), que trouxe parâmetros de construção excessivamente restritivos e que nesse ambiente econômico desfavorável resultará na redução muito forte da atividade imobiliária na cidade. “Construindo menos, a cidade vai gerar menos emprego e menos arrecadação”, diz Emilio Kallas, vice-presidente de Incorporação Imobiliária e Terrenos Urbanos do Secovi-SP. Também preocupa, segundo ele, a redução da oferta, após período de ajustes, que gerará desequilíbrio no preço dos imóveis e aumentará o déficit habitacional. “Neste quadro de recessão, que ainda poderá se agravar, o PDE e a Lei de Uso e Ocupação do Solo deveriam prever medidas temporárias de transição pleiteadas pelo Secovi, a fim de mitigar seus efeitos negativos no mercado e na economia municipal.”

O presidente do Sindicato, Claudio Bernardes, destaca também a preocupação em torno da tramitação da Lei de Zoneamento. “Se for votada e aprovada de acordo com a atual proposta, o setor imobiliário ficará numa situação pior do que aquela que atualmente vem enfrentando”, alerta.

Dentre as medidas que podem ser adotadas para mitigar os efeitos negativos do PDE, estão:

  • Revisão no limite do gabarito das quadras que estão fora do eixo de estruturação urbana;
  • Redução no valor da outorga onerosa por um período de transição;
  • Ampliação do limite de áreas não computáveis;
  • Aumento da cota parte máxima do terreno e vagas de garagem nos eixos.

REVISÃO DA PROJEÇÃO DE LANÇAMENTOS PARA 2015

Em abril, o Secovi-SP divulgou previsão de lançamentos e vendas para a cidade de São Paulo. Mas, de acordo com o economista-chefe do Sindicato, Celso Petrucci, o fechamento dos dados de outubro impôs o recálculo dos números, conforme indicado abaixo:

VENDAS 2015 – Redução de 20% em relação a 2014, com um total de 17,3 mil unidades para este ano (ante as 21,6 mil unidades comercializadas no ano passado).

LANÇAMENTOS 2015 – Redução de 38% em relação a 2014, com um total de 21 mil unidades (ante as 34 mil unidades lançadas no ano passado).

 

Quer saber mais? Acesse: http://goo.gl/wwF5TA

Rodrigo Karpat

Advogado militante e palestrante na área cível há mais de 10 anos, Dr. Rodrigo Karpat é sócio no escritório Karpat Sociedade de Advogados e referência em direito imobiliário e questões condominiais. Pós-graduado em Direito Processual Civil pela Pontifica Universidade Católica (PUC/SP), tem cursos complementares de Direito Imobiliário pelas Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU) e Direito Imobiliário e Registral pela Associação dos Advogados de São Paulo (AASP). Além disso, foi membro da Comissão de ética e Julgamento do Conselho Regional de Corretores de Imóveis (CRECI-SP) por seis anos, além de ser palestrante pelo CRECI-SP e também professor do Curso de Síndico Profissional da Gabor RH; colunista do site Síndico Net e do Jornal Folha do Síndico e consultor da Rádio Justiça de Brasília e da OK FM. Apresentador do programa Vida em Condomínio da TV CRECI.

Ricardo Karpat

Diretor da Gábor RH. Especialista em Recursos Humanos. Formado em Administração de Empresas pela FAAP e Pós Graduado em Marketing pela Universidade Mackenzie. Colunista do site "Catho" e do Jornal "Folha do Síndico". Colunista do programa de Rádio Meia Hora com o Dr. Condomínio / Brasília. Frequentes entrevistas para TV Globo, Site Uol e Jornal Diário de São Paulo.

Gabriel Karpat

Formado em economia pela PUC/SP e em Mediação e Arbitragem - FGV. Membro da Junta Conciliação (CRECI). Coordenador do Curso Sindico Profissional (Gábor RH) e Professor do Curso de Síndico (SindicoNet). Diretor da GK Administração de Bens Ltda. e Consultor de Condomínios do Site SindicoNet. Autor do Manual Prático do Síndico (Ed. Hemus), Condomínios - Orientação e Prática (Ed.Forense), 3ª Gestão Condominial (em andamento), além de ser articulista de diversos veículos.

Cristiano de Souza Oliveira

Advogado, Consultor Jurídico há mais de 18 anos. Graduou-se em Direito pela Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo/SP, Mestrando em "Resolución de Conflictos y Mediación" (Resolução de Conflitos e Mediação), possuindo vários cursos de formação profissionalizante na área jurídica. Membro associado da Associação dos Advogados de São Paulo - Atualmente, possui como foco principal de suas atividades, o Direito Condominial e Civil, sendo consultor jurídico de vários condomínios e administradoras de condomínios, autor do livro "SOU SÍNDICO, E AGORA? Reflexões sobre o Código Civil e a Vida Condominial em 11 lições " editado pelo Grupo Direcional. é colunista de diversos órgãos da mídia especializada, destacando: Revista e Site Direcional Condomínios, Site Sindiconet e Site Condomínio em Foco, tendo recebido em 2008 Menção Honrosa no 2°. Premio ABRACOPEL de Jornalismo - "Segurança nas Instalações Elétricas" pela coluna que assinava no site do Programa Casa Segura, intitulada "Reflexões de um Síndico no Condomínio Edilício". Ministra cursos, palestras, seminários e conferências sobre o tema Condomínio.

Alfredo Pasanisi

Especialista em direito imobiliário e cobrança judicial e extrajudicial. Graduado em direito pela USP e pós-graduado em direito imobiliário pela EPD - Escola Paulista de Direito. Professor e síndico profissional, além de ser Coordenador Jurídico do escritório Karpat Sociedade de Advogados.

Alexandre Marques

Advogado militante na área Condominial; Pós-Graduado em Processo Civil pela PUC-SP; Especializado em Direito Imobiliário pelo UniFMU; Especializado em Processo Civil pela ESA/OAB/SP; Conferencista do curso de Pós-Graduação em Direito Imobiliário na Faculdade 2 de Julho (Salvador) e Diretor de Ensino da Assosíndicos (Associação de Síndicos de Condomínios Residenciais e Comerciais do Estado de São Paulo), Monitor do Instituto Pró-Síndico, Coautor do Audiolivro: "Tudo o que você precisa ouvir sobre Locação" (Editora Saraiva) e Autor do livro: "Legislação Condominial, uma abordagem prática" (Editora Educamais, Prelo), Coautor do livro "Aspectos Disciplinares de ética no Exercício da Advocacia" (Editora Letras Jurídicas, 2ª Edição, 2015/6), Colunista do sites especializados "Sindiconet" e "Licitamais", revista "Cadê o Síndico?" (Salvador/BA), articulistas de vários meios de mídia como a o programa "Metrópole Imobiliário" da Rádio Metrópole FM (Salvador/Bahia); "Edifício Legal" da rádio CBN-RO e "A hora do povo" da rádio Capital-SP, Sócio da Alexandre Marques Sociedade de Advogados.

Aldo Junior

Conteúdo em aguardo.

Inaldo Dantas

Advogado, com larga experiência na área condominial onde atua desde o ano de 1987, é Presidente do Secovi-PB, jornalista, membro titular da Câmara Brasileira do Comércio e Serviços Imobiliários da Confederação Nacional do Comércio (CBCSI-CNC - Brasília-DF), editor e fundador da Revista Condomínio, coordenador do PROJETO CONDOMÍNIO CIDADÃO. Participa frequentemente do Bom Dia Pernambuco-Rede Globo como advogado convidado, colunista dos portais Sindiconet e Sindiconews (São Paulo), do Jornal Correio da Paraíba, do Jornal Sindiconews (São Paulo), apresentador do programa TV CONDOMÍNIO (TV MASTER), organizador da FESINDICO: FEIRA DE CONDOMÍNIOS DO NORDESTE (7ª. Edição em 2015 no Centro de Convenções de Pernambuco), autor do Livro Prático do Síndico (Ed. Santa Luiza 20ª. edição), autor do Livro O Condomínio ao Alcance de Todos (Ed. Santa Luiza), e palestrante na área.

Marcelo Alves

Atua desde 94 em Condomínio. Formado em economia pela UNIP, Bacharel em Direito; Certificado de Síndico Profissional RH Gabor 2015 (Módulo I e II); Palestrante e articulista em diversos veículos da mídia. Implementou diversos casos de sucesso para condomínio, com o intuito de reduzir gastos e promover melhorias.

Marcelo Fonseca

Graduado em Direito (FMU) e pós-graduado em Direito Processual Civil pela PUC-SP. Com extensão nos cursos de Direito Imobiliária (AASP) e Direito Civil (ESA-OAB). Responsável pela coordenação e acompanhamento da carteira de cobrança da Karpat Sociedade de Advogados.

Thiago Natalio

Advogado sócio na Empresa Natalio de Souza Advogados, Pós-Graduado em Direito Imobiliário, Direito do Trabalho e Processo do Trabalho pela Escola Paulista de Direito e Graduado na Universidade São Judas Tadeu (2009). Colunista do Jornal do Síndico, Revista Direcional Condomínios, Jornal Fato Jurídico entre outras mídias e Palestrante da Unisíndico. Membro Efetivo das Comissões de Direito das Pessoas com Deficiência da OAB, OAB visita a Faculdade, Jovem Advogado, Direito Urbanístico e Imobiliário.

Lessiene Maria dos Santos

Graduada em Direito pela FIB - Faculdades Integradas da Bahia, Pós-Graduanda pela Universidade Salvador-UNIFACS em Direito Processual Civil, Especialista em Direito Imobiliário, Membro da Ordem dos Advogados do Brasil, Secção Salvador, sob o nº 31.012, Diretora da empresa Supremo Cobrança e Recuperação de Crédito, Membro do Instituto Baiano de Direito Imobiliário, Consultora Jurídica do programa de rádio e da revista Cadê o Síndico.

André Luiz Junqueira

Advogado com mais de 10 anos de experiência e autor do livro “Condomínios – Direitos & Deveres”. Pós-graduado em Direito Civil e Empresarial pela Universidade Veiga de Almeida (UVA). MBA em Gestão Empresarial pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Certificado em Negotiation and Leadership pela Harvard Law School (HLS). Professor convidado da Escola Superior de Advocacia (ESA) da OAB/RJ, SECOVIRio, ABADI, ABAMI e Gábor RH (SP). Membro da Comissão de Direito Imobiliário da OAB/RJ. Membro da Associação Brasileira de Advogados do Mercado Imobiliário (ABAMI). Colunista do site SindicoNet e Universo Condomínio.

Voltar ao Topo
LiveZilla Live Chat Software