O condomínio é responsável pelo extravio de correspondência – dirigida a um condômino – recebida por um dos seus funcionários?

            1. Dispõe o art. 22, da Lei nº 6.538/78, que os “responsáveis pelos edifícios, sejam administradores, os gerentes, os porteiros, zeladores ou empregados são credenciados a receber objetos de correspondência endereçados a qualquer de suas unidades, respondendo pelo seu extravio ou violação”.

            Trata-se de norma cogente.

            Não consta que essa lei tenha sido revogada. Portanto, legem habemus.

            O condomínio, através do síndico e prepostos, tem o dever de conservar e guardar com cuidado e diligência a correspondência recebida para assim restituí-la quando o condômino a exigir (art. 629, do Código Civil).

            2. Extraviada a correspondência para o condômino, no endereço do condomínio, não provando este não tê-la recebido ou não ter havido força maior (art. 642, do Código Civil), responde pelos prejuízos – material e moral – causados ao condômino.

            O condomínio deve agir com diligência e cuidado necessário na administração do interesse dos condôminos; deve adotar, para situações como a da espécie, um “livro de protocolo” (ou com outro nome, pouco importa) onde sejam relacionadas as correspondências distribuídas e recebidas pelos moradores, com datas e horários (com assinatura de quem as recebeu, sempre que possível).

            A respeito do tema, o Magistrado Arnoldo Camanho: “Com efeito, o condomínio é quem detém livro de protocolo comprovando que as correspondências foram entregues aos condôminos, de modo que lhe incumbia provar a responsabilidade da autora pelo extravio da correspondência. Contudo, o réu não juntou aos autos cópia do referido livro para comprovar que as correspondências endereçadas à autora não eram recebidas por ela ou por um preposto, tampouco demonstrou, de qualquer outra maneira, ter tentado entregar a referida correspondência à parte autora” (TJDFT – Apelação Cível nº 0004632-81.2016.8.07.0020 – 4ª Turma Cível – rel. Desembargador Arnoldo Camanho – j. 03.04.2019).

            Registre-se, pela importância, que nas “ações de indenização deve ser analisado o nexo causal entre ação/omissão e os prejuízos suportados pela parte, suportados em razão da conduta do outro. Vale dizer, não é só o fato do extravio da carta que enseja sua automática responsabilização civil. Até porque não é possível dizer, com absoluta certeza, que a participação do autor no processo em que foi réu seria suficiente para evitar a condenação. É necessária uma detida análise a respeito das reais possibilidades de êxito do processo de cobrança. É absolutamente necessária a ponderação acerca da probabilidade (que se supõe real) que a parte teria de se sagrar vitoriosa (STJ. 4ª Turma. REsp 1190180/RS, Rel. Min. Luis Felipe Salomão, julgado em 16/11/2010)” (negrito e grifo nosso) (TJSP – Apelação Cível nº 1020616-91.2017.8.26.0451 – 25ª Câmara de Direito Privado – rela. Desembargadora Carmem Lúcia da Silva – j. 26.08.2019).

            3. O condomínio é, ainda, responsável pela demora na entrega da correspondência, por preposto do condomínio – negligência -, quando a conduta acarretar prejuízo ao condômino.

            Assim: “O extravio ou a entrega tardia das correspondências, por preposto do condomínio, evidencia negligência capaz de ensejar o dever de indenizar quando a conduta gerar prejuízo ao condômino destinatário” (negrito e grifo nosso) (TJDFT – Apelação Cível no Juizado Especial nº 2012.01.1.153806-6 – 2ª Turma Recursal dos Juizados Especiais Cíveis e Criminais – rel. Juiz João Fischer – j. 18.04.2013).

            4. O art. 22, da Lei nº 6.538/78, responsabiliza também o condomínio pela violação da correspondência – dirigida a um condômino – recebida por um dos seus funcionários.

            5. Na hipótese do “recebedor” da correspondência ser funcionário de empresa terceirizada, poderá o condomínio, denunciá-la a lide ou em ação regressiva, responsabilizá-la — a empresa terceirizada — pelos danos decorrentes do extravio/violação/demora, na forma do artigo 932, inciso III, do Código Civil (deve o condomínio contemplar no contrato de prestação de serviço cláusula regressiva de responsabilidade).

            Nesse sentido: “Com relação à responsabilidade da empresa litisdenunciada, a magistrada singular bem observou que ela ‘é responsável pela administração e gerenciamento do condomínio réu, além de ter obrigação de realizar a distribuição das correspondências (cláusula 2.1.1. g, fl. 218) Caberia à litisdenunciada ré, portanto, demonstrar a inexistência de defeituosa prestação de serviço, a culpa exclusiva do consumidor ou de terceiro, para eximir-se da responsabilidade imputada” (TJDFT – Apelação Cível nº 0004632-81.2016.8.07.0020 – 4ª Turma Cível – rel. Desembargador Arnoldo Camanho – j. 03.04.2019).

            6. Por se tratar de responsabilidade ex vi legis, a falta (ausência) ou não, na convenção condominial, de cláusula expressa de não indenizar em tais circunstâncias, não isenta o condomínio de indenizar o condômino.

            É norma que por ser cogente não pode ser revogada por convenção.

            Conforme assevera o Magistrado Teófilo Caetano: “Sobeja ainda pontuar que, decorrendo a responsabilidade do condomínio de previsão legal, é irrelevante e até mesmo prescindível que exista na convenção condominial disposição expressa no sentido de que a coletividade está obrigada a indenizar eventual prejuízo causado aos condôminos. Deveras, tratando-se de responsabilidade legal, a obrigatoriedade do condomínio decorrente dos danos causados aos condôminos deriva de disposição cogente …” (TJDFT – Apelação Cível nº 0044634-29.2011.8.07.0001 – 1ª Turma Cível – rel. Desembargador Teófilo Caetano – j. 04.02.2015).

Compartilhe este conteúdo:
Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
WhatsApp
Email
Comentários:

Social Media

Mais Artigos

Não perca

Inscreva-se em nossa Newsletter

Receba os melhores conteúdos.

Categorias

Versão 1
Versão 2

Baixe já o informativo!

CONDOMÍNIOS E OS CUIDADOS NO FINAL DE ANO

Conteúdo grátis

Insira um email válido para receber materiais exclusivos

Receba nossas novidades!

Conteúdos exclusivos do setor condominial.

Fornecedores Planos

Você sabia que pode ter a sua marca junto aos nossos Fornecedores? Por apenas R$ 49,90 por mês, você agrega sua marca na nossa página de Fornecedores, sendo um ótimo espaço para você receber cotações e se aproximar dos seus clientes.

Você quer mais? Calma, aqui temos a solução perfeita para a sua empresa. Caso queria agregar a sua marca em nossa HOME. O que não faltam são opções: Banner Destaque, Banner Lateral Topo, Banner Central, Banner lateral e banner central rodapé.
Confira nossos planos:

Plano Básico - logo na página de fornecedores mais pagina de contato

⦁ Banner Destaque

⦁ Banner Lateral Topo

⦁ Banner Central

⦁ Banner lateral

⦁ Banner central rodapé

Faça parte da nossa rede de fornecedores e fique visível!

Regulamento

Regras

1 – Preencher o formulário de inscrição;

2 – Curtir a foto oficial na página da Editora Bonijuris e seguir os perfis da  @editorabonijuris e @universocondominio

3 – O sorteio será feito para todos os inscritos cadastrados nesse site e que cumprirem os requisitos da campanha.

4 – Informações inexatas no preenchimento do formulário de inscrição desclassificam o ganhador do sorteio.

5 – Serão sorteados 3 kits, contendo em cada um deles, 7 livros da Editora Bonijuris.  

6 – Os sorteios e divulgação dos vencedores serão realizados em três dias seguidos (27/01, 28,/01 e 29/01 de 2021) no Instagram da @editorabonijuris. Em cada dia será sorteado 01 (hum) Kit.

7 – O sorteio será realizado utilizando um sorteador online automático.

8 – A organização, representada pela @editorabonijuris, entrará em contato com os ganhadores por mensagem direta no Instagram ou via e-mail, para solicitar o envio dos dados pessoais e documentos comprobatórios de enquadramento nos critérios da campanha.

9 – Ao se submeterem ao sorteio, os participantes declaram ter lido e estarem de acordo com o presente regulamento e de suas condições.

Regulamento

Regras

1 – Preencher o formulário de inscrição na página https://www.universocondominio.com.br/promocao-fit-anywhere/ .
2 – Curtir a foto oficial nas páginas Universo Condomínio, Fit Anywhere e Karpat Advogados (não eliminatório).
3 – O síndico que cadastrar seu condomínio autoriza a criação de uma conta com os dados do condomínio no aplicativo FIT ANYWHERE, pelo prazo de 12 meses, sem custo algum ao condomínio. Após 12 meses, síndico e Fit Anywhere poderão negociar a continuidade da conta no aplicativo.
4 – O Banco será doado ao condomínio representado pelo síndico vencedor, para o uso de todos os condôminos e deverá haver um local coberto, com mais de 4m2 quadrados, em bom estado de conservação e de fácil acesso a todos os condôminos em que o banco deverá ficar.
5 – O condomínio vencedor do sorteio do Banco ganhará 30 dias de FIT CLASS para todos os usuários cadastrados a contar a partir da entrega do Banco Funcional.
6 – O sorteio será feito para todos os síndicos cadastrados no site e que cumprirem os requisitos da campanha. O frete da entrega do banco é grátis para a cidade de São Paulo. Demais cidades/estados, a Fit Anywhere dará até R$ 200,00 de subsídio para o frete que será por conta do ganhador.
7 – Informações inexatas no preenchimento do formulário de inscrição desclassificam o ganhador do sorteio.
8 – Além do Banco Multifuncional, sortearemos 5 planos de 1 mês do FIT PERSONAL, que poderá ser transferido para um cônjuge, filho ou filha, pai ou mãe ou algum condômino.
9 – O resultado do sorteio com os ganhadores será realizado pelo Instagram da @fitanywhere.br, a partir das 18 horas do dia 15 de fevereiro de 2021, e ficará disponível por 24h.
10 – O sorteio será realizado utilizando um sorteador online automático.
11 – A organização, representada pela @fitanywhere.br, entrará em contato com os ganhadores por mensagem direta no Instagram ou via e-mail, para solicitar o envio dos dados pessoais e documentos comprobatórios de enquadramento nos critérios da campanha.
12 – Ao se submeterem ao sorteio, os participantes declaram ter lido e estarem de acordo com o presente regulamento e de suas condições.

Candidate-se!

O condomínio é responsável pelo extravio de correspondência – dirigida a um condômino – recebida por um dos seus funcionários?

Envie seu currículo (jpg, jpeg, png, pdf, doc, docs - máx 15mb)

Download cartilha pdf

OS CAMINHOS DO AVCB-CLCB Autor: Wagner Mora