Operação prende seis suspeitos de erguer condomínio ilegal da milícia na Taquara

São sete mandados de prisão. Caso foi mostrado em maio pela TV Globo; unidades clandestinas eram oferecidas por homem que se identificava como capitão da PM, que foi preso.

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) e as polícias Civil e Militar do RJ iniciaram nesta quarta-feira (11) a Operação Condomínio Fechado, contra uma milícia envolvida em construções ilegais na Zona Oeste do Rio.

A força-tarefa tenta prender sete pessoas. Até a última atualização desta reportagem, seis pessoas haviam sido presas — entre elas, há um capitão da PM.

Segundo as investigações, a quadrilha ergueu um condomínio clandestino de casas na Estrada do Curumaú, na Taquara, em Jacarepaguá — em uma área de conservação ambiental. A construção começou em 2012.

Equipes do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco/MPRJ), da Corregedoria da PM e da Subsecretaria de Inteligência da Polícia Civil estão ainda em Itaboraí, na Região Metropolitana.

As investigações que levaram à operação desta quarta começaram em maio do ano passado, a partir de uma reportagem do RJ1.

Na ocasião, a TV Globo mostrou um homem negociando os imóveis clandestinos. Trata-se, segundo o MPRJ, do capitão Vitor Alexandre Silveira de Araújo, um dos presos nesta quarta. No vídeo, feito com câmera escondida, Araújo dizia ser policial militar.

Vitor chegou a ser preso e condenado, junto com outros três PMs, a 13 anos e 10 meses de prisão. O crime foi uma extorsão a um frequentador da Vila Mimosa, famosa região de prostíbulos no Rio de Janeiro, em 2010.

Araújo recorreu e foi absolvido por desembargadores da 5ª Câmara Criminal.

Casa de quase R$ 100 mil

Em maio, o capitão Araújo chegou a dizer que conseguia entregar uma casa por R$ 92 mil.

“Pra construir a gente vai construindo aos pouquinhos, mas a gente tem uma empreiteirazinha aí que a gente consegue entregar uma casa pronta por R$ 92 mil. A gente está conseguindo esse preço à vista. Parcelado sobe um pouquinho mais”, comentou.

O capitão ainda faz questão de informar que o local tem toda a infraestrutura: “A gente está puxando a instalação da Light agora, rede nova.”

Araújo disse ainda que não havia registro de posse, mas assegurou que a construção não havia sido fruto de invasão.

“Não é posse. Não é invasão. Não é nada disso. Isso aqui é um sítio que foi desmembrado”, afirmou ele, que ainda disse que a região era segura, sem presença de tráfico ou milícia.

Intimidação a autoridades

O MP afirma que vários lotes foram vendidos ilegalmente por Maria das Graças Silva de Oliveira e por Carlos Alberto Ramos.

A denúncia enfatiza que Carlos Alberto, acompanhado de policiais militares, chegou a intimidar moradores. Os dois já se tornaram réus.

A ação pedia a derrubada das construções e o reflorestamento da área. Em 2012, a prefeitura emitiu dois editais de demolição, mas não foram avante.

O Instituto Estadual do Ambiente (Inea) e a prefeitura alegaram “que a demolição não foi possível, diante da atuação de grupos de milícias e de ameaças a fiscais”, e outras providências não foram tomadas.

Desde então, o condomínio foi crescendo. Mesmo diante de todas as irregularidades, em 2018 o então vereador Chiquinho Brazão – do MDB e atualmente deputado federal do Avante – pediu à prefeitura iluminação pública para o condomínio.

Fonte:
https://g1.globo.com/

Compartilhe este conteúdo:
Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
WhatsApp
Email
Comentários:

Social Media

Mais Artigos

Não perca

Inscreva-se em nossa Newsletter

Receba os melhores conteúdos.

Categorias

Versão 1
Versão 2

Baixe já o informativo!

CONDOMÍNIOS E OS CUIDADOS NO FINAL DE ANO

Conteúdo grátis

Insira um email válido para receber materiais exclusivos

Receba nossas novidades!

Conteúdos exclusivos do setor condominial.

Fornecedores Planos

Você sabia que pode ter a sua marca junto aos nossos Fornecedores? Por apenas R$ 49,90 por mês, você agrega sua marca na nossa página de Fornecedores, sendo um ótimo espaço para você receber cotações e se aproximar dos seus clientes.

Você quer mais? Calma, aqui temos a solução perfeita para a sua empresa. Caso queria agregar a sua marca em nossa HOME. O que não faltam são opções: Banner Destaque, Banner Lateral Topo, Banner Central, Banner lateral e banner central rodapé.
Confira nossos planos:

Plano Básico - logo na página de fornecedores mais pagina de contato

⦁ Banner Destaque

⦁ Banner Lateral Topo

⦁ Banner Central

⦁ Banner lateral

⦁ Banner central rodapé

Faça parte da nossa rede de fornecedores e fique visível!

Regulamento

Regras

1 – Preencher o formulário de inscrição;

2 – Curtir a foto oficial na página da Editora Bonijuris e seguir os perfis da  @editorabonijuris e @universocondominio

3 – O sorteio será feito para todos os inscritos cadastrados nesse site e que cumprirem os requisitos da campanha.

4 – Informações inexatas no preenchimento do formulário de inscrição desclassificam o ganhador do sorteio.

5 – Serão sorteados 3 kits, contendo em cada um deles, 7 livros da Editora Bonijuris.  

6 – Os sorteios e divulgação dos vencedores serão realizados em três dias seguidos (27/01, 28,/01 e 29/01 de 2021) no Instagram da @editorabonijuris. Em cada dia será sorteado 01 (hum) Kit.

7 – O sorteio será realizado utilizando um sorteador online automático.

8 – A organização, representada pela @editorabonijuris, entrará em contato com os ganhadores por mensagem direta no Instagram ou via e-mail, para solicitar o envio dos dados pessoais e documentos comprobatórios de enquadramento nos critérios da campanha.

9 – Ao se submeterem ao sorteio, os participantes declaram ter lido e estarem de acordo com o presente regulamento e de suas condições.

Regulamento

Regras

1 – Preencher o formulário de inscrição na página https://www.universocondominio.com.br/promocao-fit-anywhere/ .
2 – Curtir a foto oficial nas páginas Universo Condomínio, Fit Anywhere e Karpat Advogados (não eliminatório).
3 – O síndico que cadastrar seu condomínio autoriza a criação de uma conta com os dados do condomínio no aplicativo FIT ANYWHERE, pelo prazo de 12 meses, sem custo algum ao condomínio. Após 12 meses, síndico e Fit Anywhere poderão negociar a continuidade da conta no aplicativo.
4 – O Banco será doado ao condomínio representado pelo síndico vencedor, para o uso de todos os condôminos e deverá haver um local coberto, com mais de 4m2 quadrados, em bom estado de conservação e de fácil acesso a todos os condôminos em que o banco deverá ficar.
5 – O condomínio vencedor do sorteio do Banco ganhará 30 dias de FIT CLASS para todos os usuários cadastrados a contar a partir da entrega do Banco Funcional.
6 – O sorteio será feito para todos os síndicos cadastrados no site e que cumprirem os requisitos da campanha. O frete da entrega do banco é grátis para a cidade de São Paulo. Demais cidades/estados, a Fit Anywhere dará até R$ 200,00 de subsídio para o frete que será por conta do ganhador.
7 – Informações inexatas no preenchimento do formulário de inscrição desclassificam o ganhador do sorteio.
8 – Além do Banco Multifuncional, sortearemos 5 planos de 1 mês do FIT PERSONAL, que poderá ser transferido para um cônjuge, filho ou filha, pai ou mãe ou algum condômino.
9 – O resultado do sorteio com os ganhadores será realizado pelo Instagram da @fitanywhere.br, a partir das 18 horas do dia 15 de fevereiro de 2021, e ficará disponível por 24h.
10 – O sorteio será realizado utilizando um sorteador online automático.
11 – A organização, representada pela @fitanywhere.br, entrará em contato com os ganhadores por mensagem direta no Instagram ou via e-mail, para solicitar o envio dos dados pessoais e documentos comprobatórios de enquadramento nos critérios da campanha.
12 – Ao se submeterem ao sorteio, os participantes declaram ter lido e estarem de acordo com o presente regulamento e de suas condições.

Candidate-se!

Operação prende seis suspeitos de erguer condomínio ilegal da milícia na Taquara

Envie seu currículo (jpg, jpeg, png, pdf, doc, docs - máx 15mb)

Download cartilha pdf

OS CAMINHOS DO AVCB-CLCB Autor: Wagner Mora