MP vai processar síndicos do Edifício JK por instalação de grades

Órgão pedirá para Justiça obrigar a remoção das estruturas colocadas no tradicional condomínio de BH e pagamento de multa.

O MPMG (Ministério Público de Minas Gerais) vai entrar na Justiça contra a síndica e o gerente-geral do Condomínio JK, um dos edifícios mais tradicionais de Belo Horizonte, para que eles sejam obrigados a retirar grades instaladas na fachada dos prédios localizados no bairro Santo Agostinho, na região Centro-Sul da capital mineira.

O órgão também vai solicitar que Maria Lima das Graças e Manoel Freitas paguem uma indenização por danos morais coletivos. O valor ainda será calculado por técnicos do MP. A expectativa é que a ação seja enviada ao Judiciário até o fim da próxima semana.

O promotor Júlio César Luciano explica que a decisão foi tomada após os advogados do condomínio enviarem ofício ao Ministério Público neste mês sinalizando que as estruturas vão ser mantidas no local, contrariando orientação feita pelo órgão no final de 2019.

Na época, os síndicos pediram um prazo para avaliar com a prefeitura um modelo de estrutura apto a ser instalado no edifício que não pode ser alterado sem autorização do município, já que está em processo de tombamento.

Segundo Luciano, que atua na Promotoria de Justiça de Defesa do Meio Ambiente, Patrimônio Histórico e Cultural de BH, foi dado a eles um período inicial de três meses, posteriormente ampliado em função da pandemia de covid-19. No entanto, o projeto enviado à prefeitura em 2021 foi negado.

— O posicionamento da administração do condomínio é que eles não vão tomar nenhuma providência em relação à situação porque eles acharam que foi injusta ou incorreta a decisão da Diretoria de Patrimônio Municipal em não conceder a eles a aprovação do projeto apresentado.

o ofício, ao qual o R7 teve acesso, os advogados defendem que o município não teve isonomia ao recusar a proposta, já que foi autorizada uma obra no terminal do ônibus que fica anexo ao conjunto e que também passa por processo de tombamento.

Eles ainda afirmam que a instalação da grade foi feita para proteger o “conjunto em tombamento, a segurança dos moradores e/ou terceiros do acesso não só de mendigos, moradores de rua e criminosos que facilmente acessavam a área”.

Procurada, a prefeitura informou que o projeto apresentado pela administração dos edifícios foi negado “por desconformidade com as diretrizes estabelecidas pelo Conselho Deliberativo do Patrimônio Cultural do Município de Belo Horizonte e pela Lei 3.802, de 6 de julho de 1984”, que trata da conservação do patrimônio cultural da cidade.

Outro processo

Além da ação que vai ser formalizada nos próximos dias, Maria Lima e Freitas também podem responder criminalmente em outro processo por delito contra o ordenamento urbano e o patrimônio cultural, em função da mudança na fachada do condomínio.

Uma investigação policial realizada em 2020 pelo delegado Eduardo Vieira Figueiredo, do Dema (Departamento Estadual de Investigação de Crimes contra o Meio Ambiente), concluiu que a dupla foi responsável pela descaracterização do espaço.

O inquérito foi encaminhado ao Ministério Público, que irá decidir se vai denunciar os síndicos pela prática. Antes, no entanto, o órgão vai tentar uma negociação. A legislação atual prioriza a realização de acordos que evitem a judicialização em casos de delitos sem violência ou grave ameaça que tenham penas de até 4 anos de detenção.

Segundo o promotor Júlio César Luciano, que recebeu o inquérito policial no MP, o órgão aguarda apenas o envio de alguns documentos dos indiciados para seguir com as tratativas.

— Caso queiram fazer o acordo, eles não serão processados criminalmente neste caso. Mas para tanto, eles precisarão remover as grades. Caso não aceitem, vamos entrar com uma ação penal contra eles também.

A pena prevista para a prática é de 1 a 3 anos de prisão, além de pagamento de multa. Luciano ainda observa que o Condomínio JK, como pessoa jurídica, também pode ser processado e multado.

— Se o condomínio deu autorização para a síndica e o subsíndico fazerem [a instalação das grades], por meio dos condôminos ou assembleia, ele também pode ser responsabilizado criminalmente.

A reportagem não conseguiu contato com Maria Lima das Graças e Manoel Freitas. O R7 também procurou o advogado do condomínio, que representa os síndicos, mas não teve retorno.

Condomínio JK

O Conjunto Governador Kubitschek, conhecido popularmente como “Edifício JK”, foi projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer, em 1952, quando Juscelino Kubitschek comandava Minas Gerais.

O condomínio é formado por duas torres, sendo uma de 23 andares e a outra com 36, que são vistas de diferentes regiões de Belo Horizonte. O conjunto tem aproximadamente 1.100 apartamentos que abrigam quase 5.000 moradores.

A proposta inicial idealizada pelo próprio governador previa além das moradias, lojas, hotel, boate e repartições públicas, mas acabou sendo direcionada apenas à habitação e lojas comerciais.

Maria das Graças Lima é a síndica do condomínio há 38 anos. A última reeleição aconteceu em novembro do ano passado.

Fonte: https://noticias.r7.com/

 

Compartilhe este conteúdo:
Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
WhatsApp
Email
Comentários:

Social Media

Mais Artigos

Não perca

Inscreva-se em nossa Newsletter

Receba os melhores conteúdos.

Categorias

Versão 1
Versão 2

Baixe já o informativo!

CONDOMÍNIOS E OS CUIDADOS NO FINAL DE ANO

Conteúdo grátis

Insira um email válido para receber materiais exclusivos

Receba nossas novidades!

Conteúdos exclusivos do setor condominial.

Fornecedores Planos

Você sabia que pode ter a sua marca junto aos nossos Fornecedores? Por apenas R$ 49,90 por mês, você agrega sua marca na nossa página de Fornecedores, sendo um ótimo espaço para você receber cotações e se aproximar dos seus clientes.

Você quer mais? Calma, aqui temos a solução perfeita para a sua empresa. Caso queria agregar a sua marca em nossa HOME. O que não faltam são opções: Banner Destaque, Banner Lateral Topo, Banner Central, Banner lateral e banner central rodapé.
Confira nossos planos:

Plano Básico - logo na página de fornecedores mais pagina de contato

⦁ Banner Destaque

⦁ Banner Lateral Topo

⦁ Banner Central

⦁ Banner lateral

⦁ Banner central rodapé

Faça parte da nossa rede de fornecedores e fique visível!

Regulamento

Regras

1 – Preencher o formulário de inscrição;

2 – Curtir a foto oficial na página da Editora Bonijuris e seguir os perfis da  @editorabonijuris e @universocondominio

3 – O sorteio será feito para todos os inscritos cadastrados nesse site e que cumprirem os requisitos da campanha.

4 – Informações inexatas no preenchimento do formulário de inscrição desclassificam o ganhador do sorteio.

5 – Serão sorteados 3 kits, contendo em cada um deles, 7 livros da Editora Bonijuris.  

6 – Os sorteios e divulgação dos vencedores serão realizados em três dias seguidos (27/01, 28,/01 e 29/01 de 2021) no Instagram da @editorabonijuris. Em cada dia será sorteado 01 (hum) Kit.

7 – O sorteio será realizado utilizando um sorteador online automático.

8 – A organização, representada pela @editorabonijuris, entrará em contato com os ganhadores por mensagem direta no Instagram ou via e-mail, para solicitar o envio dos dados pessoais e documentos comprobatórios de enquadramento nos critérios da campanha.

9 – Ao se submeterem ao sorteio, os participantes declaram ter lido e estarem de acordo com o presente regulamento e de suas condições.

Regulamento

Regras

1 – Preencher o formulário de inscrição na página https://www.universocondominio.com.br/promocao-fit-anywhere/ .
2 – Curtir a foto oficial nas páginas Universo Condomínio, Fit Anywhere e Karpat Advogados (não eliminatório).
3 – O síndico que cadastrar seu condomínio autoriza a criação de uma conta com os dados do condomínio no aplicativo FIT ANYWHERE, pelo prazo de 12 meses, sem custo algum ao condomínio. Após 12 meses, síndico e Fit Anywhere poderão negociar a continuidade da conta no aplicativo.
4 – O Banco será doado ao condomínio representado pelo síndico vencedor, para o uso de todos os condôminos e deverá haver um local coberto, com mais de 4m2 quadrados, em bom estado de conservação e de fácil acesso a todos os condôminos em que o banco deverá ficar.
5 – O condomínio vencedor do sorteio do Banco ganhará 30 dias de FIT CLASS para todos os usuários cadastrados a contar a partir da entrega do Banco Funcional.
6 – O sorteio será feito para todos os síndicos cadastrados no site e que cumprirem os requisitos da campanha. O frete da entrega do banco é grátis para a cidade de São Paulo. Demais cidades/estados, a Fit Anywhere dará até R$ 200,00 de subsídio para o frete que será por conta do ganhador.
7 – Informações inexatas no preenchimento do formulário de inscrição desclassificam o ganhador do sorteio.
8 – Além do Banco Multifuncional, sortearemos 5 planos de 1 mês do FIT PERSONAL, que poderá ser transferido para um cônjuge, filho ou filha, pai ou mãe ou algum condômino.
9 – O resultado do sorteio com os ganhadores será realizado pelo Instagram da @fitanywhere.br, a partir das 18 horas do dia 15 de fevereiro de 2021, e ficará disponível por 24h.
10 – O sorteio será realizado utilizando um sorteador online automático.
11 – A organização, representada pela @fitanywhere.br, entrará em contato com os ganhadores por mensagem direta no Instagram ou via e-mail, para solicitar o envio dos dados pessoais e documentos comprobatórios de enquadramento nos critérios da campanha.
12 – Ao se submeterem ao sorteio, os participantes declaram ter lido e estarem de acordo com o presente regulamento e de suas condições.

Candidate-se!

MP vai processar síndicos do Edifício JK por instalação de grades

Envie seu currículo (jpg, jpeg, png, pdf, doc, docs - máx 15mb)

Download cartilha pdf

OS CAMINHOS DO AVCB-CLCB Autor: Wagner Mora