Apartamentos térreos: unidades sofrem com abandono na Zona Sul do RJ

O mercado imobiliário está em recuperação, mas os apartamentos térreos se tornaram o que os corretores chamam de “caveira de burro”. A dificuldade de serem vendidos é enorme, e nem mesmo o raio gourmetizador que os transformou em “gardens” está dando jeito

O mercado imobiliário tem tentado criar eufemismos para tratar de um velho conhecido de todos. O apartamento térreo. Nos novos lançamentos, foi apelidado de “garden“, mas ainda costuma ser o último a ser vendido, segundo especialistas. Uma gourmetização imobiliária, sem sombra de dúvida.

A verdade é que, com o crescimento desordenado da cidade, ao menos nos bairros mais movimentados, estes imóveis se tornaram muito indesejáveis e os corretores, mesmo com seus argumentos otimistas, não conseguem mudar o fato de que, ao menos no Rio, se tornaram grandes elefantes brancos. E isto vem continuando apesar do grande aumento das vendas de imóveis ocorrido nos últimos meses.

Na Rua Jardim Botânico, 179, um apartamento térreo está para alugar há nada menos que 8 anos. Telefonamos pra imobiliária responsável, que disse que o imóvel tem incríveis 4 vagas de garagem e que pode ter uso misto. Segundo vizinhos, a última locação foi para a churrascaria Rubayat, que usava para dormitório de seus garçons.

O valor do rateio condominial é de apenas 500 reais. Mas parece que ninguém quer morar ou trabalhar com a cara na grade da entrada do edifício, sujeito ao cheiro de urina e fezes de moradores de rua. No telefone, numa segunda tentativa, nos disseram que o imóvel finalmente teria sido alugado. Quem viver verá.

Em Copacabana, bairro que sofre com a proliferação da mendicância e com o verdadeiro “reinado dos pivetes“, nas palavras do síndico de um edifício da Rua Barão de Ipanema que pediu para não ser citado, a situação é pior. Praticamente todos os apartamentos térreos da Avenida Atlântica – e é verdade que só prédios mais antigos costumam ter este tipo de unidade – ostentam placas de vende-se ou aluga-se. A quantidade de mendigos, pedintes e camelôs na avenida que beira a praia mais famosa do Brasil faz inveja a Bombaim ou Nova Delhi.

Na Avenida Atlântica, 2984 está o famoso edifício Lellis, que até já foi objeto de uma reportagem aqui. Aristocrático, debruçado sobre a praia mais famosa do Brasil, foi construído em 1928 e é famoso por seu elevador histórico com espelhos belgas e jacarandá, sua aconchegante portaria totalmente restaurada e sua fachada em estilo eclético do arquiteto Cristiano Stockler das Neves, um dos maiores nomes da arquitetura brasileira. Seu apartamento térreo chama atenção com a quantidade de placas e faixas de corretores dos mais diversos, tentando vender o imóvel, que já pertenceu a um famoso dentista. As placas estão lá há mais de um ano.

Procuramos os porteiros, mas eles informaram que não têm autorização do síndico para comentar. Mas o carioca gosta de bater papo, e um funcionário de uma moradora acabou comentando que o imóvel é alvo de discórdia no prédio, que sofreria com o acúmulo de lixo e muitos mosquitos no jardim, que não receberia qualquer cuidado e serviria de moradia para ratos e baratas. Segundo ele, o dono seria um professor universitário de Brasília, que por mais de 5 anos tentou alugar o apartamento, sem sucesso.

Heloiza Maldonado, moradora de Copacabana, falou conosco sobre o assunto. “Este apartamento térreo está vazio há pelo menos 15 anos. De vez em quando alguém pinta suas grades, mas é conhecido por todos como um foco de mosquitos, e pelo acúmulo de lixo no seu – abre aspas – jardim, que na verdade é um monte de plantas desordenadas que acumulam folhas e mais mosquitos.” Ela disse que, apesar do óbvio abandono do imóvel, que está com 4 placas de corretores que tentam vendê-lo, a culpa não é só do proprietário. “Todo mundo que passa ali joga no jardim desde camisinhas usadas, até cápsulas de cocaína, colheres queimadas de crack e lixo de todo o tipo, como garrafas de cerveja e latas de refrigerante“, sentencia.

Segundo um dos vários corretores que vem tentando vender o (mesmo) imóvel, o proprietário pede R$ 1.600.000,00 pelo apartamento, que estaria precisando de modernização e reforma totais, além da óbvia necessidade de limpeza e paisagismo no jardim. Segundo o corretor, o apartamento teria uma cozinha grande e antiga, biblioteca, sala e dois quartos, em estado original, e não possui nenhuma vaga de garagem. No mesmo prédio, um apartamento bem maior, de 140m2, também precisando de muitas reformas, está à venda por R$ 1.500.000,00. Será que o térreo vale mais que um apartamento comum?

“Claro que não. O térreo é a unidade menos valorizada de qualquer edifício. E se o térreo for de frente pra rua, a situação se agrava. Além de estar sujeito à violência urbana, à sujeira, à ação de moradores de rua e ao mau cheiro, ainda sofre com o lixo que moradores dos andares superiores acabam jogando ou deixando cair. E pra piorar, paga manutenção de elevadores igual todo mundo, mesmo sem usar. É um tipo de imóvel muito especial, e que normalmente só vendemos para idosos ou pessoas que não podem subir escadas ou têm medo de elevador. Ou então, vendemos por ser muito mais barato que as outras unidades do mesmo prédio“, afirmou ao DIÁRIO DO RIO André Toledo, Diretor da Block Imóveis, corretora especializada em imóveis residenciais.

Será que com a nova administração da cidade os apartamentos térreos voltarão a ter algum valor? O movimento de vendas de imóveis na cidade do Rio de Janeiro em Novembro de 2020 foi o maior dos últimos 10 anos, segundo estatísticas oficiais da Prefeitura do Rio. Mas a grande maioria dos apartamentos térreos que estavam à venda antes mesmo da pandemia continuam com suas placas de vende-se. A verdade é que, neste momento, tudo que os proprietários de imóveis deste tipo querem…é vendê-los.

Fonte: https://diariodorio.com

Compartilhe este conteúdo:
Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn
WhatsApp
Email
Comentários:

Social Media

Mais Artigos

Não perca

Inscreva-se em nossa Newsletter

Receba os melhores conteúdos.

Categorias

Versão 1
Versão 2

Baixe já o informativo!

CONDOMÍNIOS E OS CUIDADOS NO FINAL DE ANO

Conteúdo grátis

Insira um email válido para receber materiais exclusivos

Receba nossas novidades!

Conteúdos exclusivos do setor condominial.

Fornecedores Planos

Você sabia que pode ter a sua marca junto aos nossos Fornecedores? Por apenas R$ 49,90 por mês, você agrega sua marca na nossa página de Fornecedores, sendo um ótimo espaço para você receber cotações e se aproximar dos seus clientes.

Você quer mais? Calma, aqui temos a solução perfeita para a sua empresa. Caso queria agregar a sua marca em nossa HOME. O que não faltam são opções: Banner Destaque, Banner Lateral Topo, Banner Central, Banner lateral e banner central rodapé.
Confira nossos planos:

Plano Básico - logo na página de fornecedores mais pagina de contato

⦁ Banner Destaque

⦁ Banner Lateral Topo

⦁ Banner Central

⦁ Banner lateral

⦁ Banner central rodapé

Faça parte da nossa rede de fornecedores e fique visível!

Regulamento

Regras

1 – Preencher o formulário de inscrição;

2 – Curtir a foto oficial na página da Editora Bonijuris e seguir os perfis da  @editorabonijuris e @universocondominio

3 – O sorteio será feito para todos os inscritos cadastrados nesse site e que cumprirem os requisitos da campanha.

4 – Informações inexatas no preenchimento do formulário de inscrição desclassificam o ganhador do sorteio.

5 – Serão sorteados 3 kits, contendo em cada um deles, 7 livros da Editora Bonijuris.  

6 – Os sorteios e divulgação dos vencedores serão realizados em três dias seguidos (27/01, 28,/01 e 29/01 de 2021) no Instagram da @editorabonijuris. Em cada dia será sorteado 01 (hum) Kit.

7 – O sorteio será realizado utilizando um sorteador online automático.

8 – A organização, representada pela @editorabonijuris, entrará em contato com os ganhadores por mensagem direta no Instagram ou via e-mail, para solicitar o envio dos dados pessoais e documentos comprobatórios de enquadramento nos critérios da campanha.

9 – Ao se submeterem ao sorteio, os participantes declaram ter lido e estarem de acordo com o presente regulamento e de suas condições.

Regulamento

Regras

1 – Preencher o formulário de inscrição na página https://www.universocondominio.com.br/promocao-fit-anywhere/ .
2 – Curtir a foto oficial nas páginas Universo Condomínio, Fit Anywhere e Karpat Advogados (não eliminatório).
3 – O síndico que cadastrar seu condomínio autoriza a criação de uma conta com os dados do condomínio no aplicativo FIT ANYWHERE, pelo prazo de 12 meses, sem custo algum ao condomínio. Após 12 meses, síndico e Fit Anywhere poderão negociar a continuidade da conta no aplicativo.
4 – O Banco será doado ao condomínio representado pelo síndico vencedor, para o uso de todos os condôminos e deverá haver um local coberto, com mais de 4m2 quadrados, em bom estado de conservação e de fácil acesso a todos os condôminos em que o banco deverá ficar.
5 – O condomínio vencedor do sorteio do Banco ganhará 30 dias de FIT CLASS para todos os usuários cadastrados a contar a partir da entrega do Banco Funcional.
6 – O sorteio será feito para todos os síndicos cadastrados no site e que cumprirem os requisitos da campanha. O frete da entrega do banco é grátis para a cidade de São Paulo. Demais cidades/estados, a Fit Anywhere dará até R$ 200,00 de subsídio para o frete que será por conta do ganhador.
7 – Informações inexatas no preenchimento do formulário de inscrição desclassificam o ganhador do sorteio.
8 – Além do Banco Multifuncional, sortearemos 5 planos de 1 mês do FIT PERSONAL, que poderá ser transferido para um cônjuge, filho ou filha, pai ou mãe ou algum condômino.
9 – O resultado do sorteio com os ganhadores será realizado pelo Instagram da @fitanywhere.br, a partir das 18 horas do dia 15 de fevereiro de 2021, e ficará disponível por 24h.
10 – O sorteio será realizado utilizando um sorteador online automático.
11 – A organização, representada pela @fitanywhere.br, entrará em contato com os ganhadores por mensagem direta no Instagram ou via e-mail, para solicitar o envio dos dados pessoais e documentos comprobatórios de enquadramento nos critérios da campanha.
12 – Ao se submeterem ao sorteio, os participantes declaram ter lido e estarem de acordo com o presente regulamento e de suas condições.

Candidate-se!

Apartamentos térreos: unidades sofrem com abandono na Zona Sul do RJ

Envie seu currículo (jpg, jpeg, png, pdf, doc, docs - máx 15mb)

Download cartilha pdf

OS CAMINHOS DO AVCB-CLCB Autor: Wagner Mora